Leia ao som de Same Size Feet

Na boa, a gente tá se perdendo. É sério. Isso me preocupa muito mais do que eu queria, pois é estúpido demais pensar que estamos ficando a cada dia mais tristes, depressivos, ansiosos e inquietos com ferramentas que deveriam tornar a nossa vida um mar de rosas.
É rede social demais para pouca firmeza psicológica.
É confusão mental demais para pouca verdade nas nossas auto-críticas.

Como dizem por aí: dois pesos e duas medidas. Isso tem sido literalmente uma constante nas nossas vidas. Todo mundo mostra apenas o seu melhor online. Tudo bem, eu também sou assim. Compartilho apenas minhas conquistas, minhas glórias, os meus resultados positivos. Até porque acho que a ninguém interessa os meus dias de cão e problemas mal-resolvidos. Penso que é até feio essa galera que fica jogando aos quatro ventos suas infelicidades como se a mim interessasse alguma coisa.

Porém, o que a gente não tem se dado conta é que, inconscientemente, ver apenas o lado bom da vida dos outros tem nos consumido por dentro.
Se já passamos mais tempo do que deveríamos que nem zumbis olhando para uma tela de telefone, todos os dias, sem cessar, fazer isso enquanto passamos pelas nossas dificuldades cotidianas torna tudo muito pior.

A gente se mata para emagrecer, comete um excesso e quando abre a rede social vê alguém com o corpo perfeito.
Nos desgastamos no relacionamento e começam a aparecer fotos de pessoas que nos levam a pensar se estamos realmente com o companheiro certo.
Lutamos tanto por nossos sonhos e os resultados parecem vir em doses minúsculas. Enquanto isso o perfil dos nossos concorrentes parece duzentas mil vezes mais bem-sucedido.

Nunca na história o ditado que diz que “a grama do vizinho é sempre mais verde” fez tanto sentido.

Mas acontece que não é.
Acontece que somos nós que estamos com um filtro de Instagram maligno impregnado dentro de nós. A tendência é ver tudo subestimando a nossa própria realidade e aumentando a dos outros.

Por baixo das máscaras diárias que todos usamos, todo mundo tem o mesmo tipo de problema. Pode acreditar.
Todo mundo fica triste, com raiva, toma rasteira e passa vergonha. Mesmo as pessoas mais famosas, assediadas e amadas do teu círculo social.

Vamos seguir mostrando apenas nosso lado mais brilhante online. Tudo bem, eu concordo que é bem melhor que ter que suportar lamentação de outros.

O que é hora de mudar é a forma como a gente encara isso. Rede social não é espelho da realidade.

Aproveita mais a tua vida. Dê mais valor para qualquer pequena benção que você tenha. Afinal, ninguém tem a vida tão perfeita quanto parece.

 

Paulinho Rahs

Anúncios