Busca

Paulinho Rahs

O Poeta Solitário

Pergunte sobre o que faltou para ficarmos juntos

Leia ao som de These Days – Foo Fighters

 

Pergunte sobre o que faltou para ficarmos juntos,

mas não pergunte pra mim.

Quem sabe para alguém

que no final de tudo não fique sempre assim

confuso e desconcertado

difuso e desconexo

apaixonado por ti, nossa química e sexo.

Continuar lendo “Pergunte sobre o que faltou para ficarmos juntos”

Anúncios

Sorriso tímido

Ela ri, mexe no cabelo e suas bochechas coram.

Ofereci um sorriso tímido, como sou. Um sorriso sem quase nem mostrar os dentes;

Queria que ela nem me notasse aqui. Há tempo que venho admirando-a, assim, em silêncio. O que acho mais engraçado – não que eu me divirta com isso – é que ninguém aqui sabe disso. Nem aqui e nem na China, sabe, como dizem por aí. Por uma dessas que eu não queria que ela notasse. Acho que fiquei olhando pra ela como um baita de um boboca, entregando o ouro assim de cara. Eu e essa minha maldita mania de fazer as coisas pelo avesso. Continuar lendo “Sorriso tímido”

O olhar que você me negou

Leia ao som de Não Me Olhe Assim – Capital Inicial

Olha, eu sei que é difícil para todo mundo. Ter que superar e passar por essas coisas que ninguém quer, mas todos passam. Coração partido, decepções, histórias que não foram como a gente imaginou que poderiam ter sido.

Mas tenho uma teoria de que quando algo é superado, você para de temer aquilo. Se você ainda tem medo, se você não tem coragem de encarar de frente alguma coisa é simplesmente porque não superou aquilo.

Eu tenho sentimentos ambíguos sobre a nossa história. Pois ao mesmo tempo que sei que o mais correto, maduro e humano para se fazer – já que seguimos caminhos distintos – é cada um ir para o seu lado, sem ficar remoendo nada, quero também que nossa história fique viva de alguma maneira.

Durante muito tempo me entristeceu ver que você seguiu em frente muito bem. Tocou a sua vida, manteve as amizades que eu falhei em manter, conservou os traços da sua história comigo que eu não pude. Porém no fundo, algo sempre me disse que talvez você ainda me amasse.

“Eu faço tudo por ti”. Jamais vou me esquecer de quando me disse esta frase.

E “eu te amo”. Quem sabe disso você nunca lembre, pois eu não cheguei a nem dizer. Mas sim, é verdade.

Superou? Bom, parecia que você havia mesmo superado. Eis que a vida nos reserva um novo encontro. Então nós, frente a frente. E você? Me nega um olhar. Caramba, um olhar!

Entenda, eu não esperava um olhar maldoso ou um olhar de desejo. Sequer um olhar de quem quer mudar algo. Não. Mas esperava um olhar de quem superou, deixou tudo isso em uma outra vida. Um olhar “pra ser sincero, prazer em vê-lo, até mais”.

Este olhar você me negou. Teria sido tão mais simples se você tivesse simplesmente me olhado…

Mas por que – eu me pergunto – você me negou este olhar?

Será que a indiferença é tão grande criada pela mágoa? Será que eu já sou um ponto tão insignificante da sua história que para você tanto fez, tanto faz, como se eu fosse um desconhecido?

Ou será que te faltou coragem? Para dizer a mim com teus olhos que eu já sou página virada.

Você tem medo? Pois, se você tem medo, saiba que eu também tenho.

Contudo, eu tentei te olhar. Mesmo morrendo de pavor de não conseguir sustentar a mentira de que já superei. Mas te olho mesmo assim, pois mesmo sem ter superado, no fundo, ainda sinto muito. E queria, de verdade, que você ainda sentisse alguma coisa.

Mas isso ficou escondido no olhar que você me negou.

 

Paulinho Rahs

Você foi a minha escolha certa

Leia ao som de Speed Of Sound – Coldplay

Por muitas vezes perdi o sono perguntando a mim mesmo se eu sabia qual caminho havia tomado para minha existência.

Eu não sabia.

Viver, para mim, sempre foi uma forma inconsequente de brincar com fogo. Eu nunca fui uma criança disciplinada, nem um adolescente comportado ou um adulto cuidadoso. Eu não planejei a minha vida e deixei as portas abertas para qualquer coisa que viesse pela frente.

Muita coisa veio. Vivi de tudo um pouco, um pouco demais de tudo. Cometer excessos sempre foi a minha especialidade, afinal. E agora, com um pouquinho a mais de maturidade e juízo na cabeça, finalmente me dei por conta do tamanho da minha sorte. Continuar lendo “Você foi a minha escolha certa”

A velocidade de tudo que acontece em cada momento depende de você

(Livremente inspirado na canção Velocidade – Vera Loca)

Estávamos eu e ela, sentados, conversando sobre nada, falando quase tudo.

Era a minha chance, mas passou tão rápido. Era um pôr do sol, um momento perfeito. Mas quantos minutos dura um pôr do sol? Não o suficiente para eu conseguir me declarar. E quando escureceu, o clima já era outro. Foi embora uma das mais lindas oportunidades daquelas que acontece apenas uma vez na vida. Continuar lendo “A velocidade de tudo que acontece em cada momento depende de você”

Para seguir em frente, às vezes é preciso dar um passo para trás.

Para ler ao som de Behind The Sea – Panic! At The Disco

Você é do grupo dos sonhadores natos, né? Então prazer em te conhecer! Escrevo essas palavras diretamente pra ti.

Nós somos movidos por sonhos. Queremos sempre mais, conquistas maiores e feitos mais brilhantes. Mais que isso até: nós entramos de cabeça em todas as coisas. Se for para fazer mal feito a gente nem tem vontade de começar. E já que nós sempre começamos, temos o péssimo hábito de colocar uma pressão absurda em absolutamente todas as coisas. Tudo têm que ficar excelente, digno de parabéns, ao nível de ser compartilhado pelos outros em rede social. Mal colhemos os louros de uma glória e já nos vemos desesperados por uma nova conquista. Talvez seja por causa de nosso ego inflado, nossa vaidade, nossa mania de grandeza. Seja lá o que for, há uma tóxica necessidade de sermos sempre os melhores e isso vai nos afogando pouco a pouco. Continuar lendo “Para seguir em frente, às vezes é preciso dar um passo para trás.”

Tudo na vida é uma questão de perspectiva

Leia ao som de Times Like These

Eu sempre me julguei predisposto ao sucesso. Meio instintivamente algo me dizia desde criança que eu conseguiria ser tudo que eu pretendia. Sei lá, um bizarro senso de que eu havia nascido para brilhar. Talvez a influência do meu signo ou do meio em que eu fui criado, eu imaginava a minha vida já na infância como um reality show, sempre parecendo que o mundo girava ao meu redor. Não que eu tenha sido um adolescente arrogante ou algo do gênero, muito pelo contrário: eu queria ser amigo de todo mundo, amado por todo mundo, querido e solicitado em qualquer lugar. O meu talento seria reconhecido, a fama seria apenas questão de tempo. Porém, a vida não foi o mar de rosas que meu coração sonhador planejava e eu, num instante, tive que aprender a nadar contra a corrente. Continuar lendo “Tudo na vida é uma questão de perspectiva”

Recomecei e desta vez foi do jeito certo.

Por certo tempo me abriguei na solidão que acabou sendo a única companhia dentro da escuridão em fiquei sem teu brilho. Dias e noites perderam qualquer sentido que poderiam ter para mim. Planos e projetos do futuro simplesmente desabaram como se houvessem roubado uma das cartas de base que construía um castelo frágil de um baralho comum. Continuar lendo “Recomecei e desta vez foi do jeito certo.”

Existem coisas que nunca mudam. A saudade de você é uma delas

Existem coisas que nunca mudam, não importa o tempo que passe. Não importa a força que se faça ou a quantidade de vezes que se tente.

Existem coisas que são imóveis, pesadas demais para alguém mexer, fortes demais para que se remova da memória e que carregam consigo um turbilhão de emoções que se confundem. Continuar lendo “Existem coisas que nunca mudam. A saudade de você é uma delas”

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑