Leia ao som de Vegas Lights

Vamo lá. Se você pudesse ser outra pessoa, como você seria?
Não tô falando de ser um artista milionário ou um cantor famoso.
Não.
Tô falando de ser uma outra versão sua. A melhor possível. O que você mudaria? A cor do cabelo ou quem sabe o corpo? Faria uma porção de tatuagens ou escolheria outra profissão? Quantos traços de personalidade poderiam ser diferentes se a gente tivesse tomado outros caminhos e feito outras escolhas. Por que será que parece sempre que uma vida diferente seria melhor?

Olha, vou confessar a você: existem muitas coisas que eu queria mudar em mim. Às vezes acabo soando mais áspero do que gostaria. Quando me sinto pressionado, sou um pouco grosseiro. Quando me sinto confiante, um pouco arrogante demais.  Não tenho sido tão grato e carinhoso com meus pais quanto deveria. Não costumo fazer tantas surpresas pra minha namorada como ela mereceria. Queria estar mais atlético, menos reclamão, queria acordar mais cedo e ler mais livros por ano. Pretendia passar mais tempo com meus amigos e menos tempo cometendo excessos que só me prejudicam. Você também sente coisas parecidas com essas?
É tão bom saber que não se está sozinho…

Sabe, acho que gostar de si mesmo é o primeiro grande passo para conquistar uma série de coisas incríveis. Apesar de tudo isso que te confessei, ultimamente posso dizer que tenho realizado muitas coisas bacanas somente por estar com essa consciência de exigir mais de mim e de quem eu quero me tornar.
Esses dias eu li algo que mexeu com meus brios e dizia mais ou menos o seguinte: haja como a pessoa que você quer se tornar e não como a pessoa que você é; se alimente, se exercite, produza e trate os outros exatamente como você quer fazer quando se tornar quem pretende ser.
Isso é tão óbvio, mas tão óbvio, que eu não enxerguei antes.

Você não escolheu onde nasceu, com qual condição financeira e nem com que tipo de pessoas ao seu redor. Mas o que você tem feito e vai fazer a partir disso, é sua inteira responsabilidade. É hora de sairmos da carona e assumirmos o volante.

Olhar no espelho, ser apaixonado pela pessoa que se vê todos os dias e lutar para ser o melhor que se puder.

Vamos fazer de conta que já somos a nossa melhor versão, até nos tornarmos ela.

 

Paulinho Rahs

Anúncios