Sabe, hoje em dia eu quero menos do que já quis um dia. Aprendi a me conformar.

Até esses tempos era sempre tudo ou nada, era sempre um desespero entre planejar, executar e atingir os meus sonhos mais malucos. Mas, vou te confessar, de um tempo pra cá parece que eu ando mais tranquilo com a ideia de viver bem com o que a vida me deu até aqui.

Aprendi a dar valor ao que se tem nas mãos.

Eu levei tudo muito a sério, levei o peso do mundo nas costas. Levei muita porrada da vida até entender que isso tudo me fazia muito mal. Quis fazer com que todo mundo me admirasse, quis forçar a barra em ser sempre o “mais-mais”. E cada vez que ficava sabendo que falaram isso ou aquilo de mim, o telhado de vidro da minha confiança desabava sobre a minha cabeça.

Aprendi que nunca vai ser possível agradar a todos.

Sonhei, e ainda sonho, muito alto. A gente precisa desse combustível para acordar todos os dias e encarar o mundo sem ceder ou baixar a cabeça para as tristezas e decepções que surgem. Mas até eu entender que a gente sonha alto para, mesmo falhando, conquistar algo legal, foi um processo complicado. Cada pequeno fracasso que tive na estrada me estraçalhava por completo. Os grandes, então, faziam de mim pano de chão. Cansei de me pegar olhando o meu próprio reflexo no espelho, com lágrimas correndo no rosto e resignado a desistir de tudo.

Aprendi que todo vencedor precisa perder muito até conquistar.

E outra coisa terrível era, mesmo inconscientemente, medir a minha vida com a de outras pessoas. Um tinha mais do que eu, o outro tinha menos mas parecia muito mais feliz. Um era mais popular nas redes sociais, outro estava conquistando tudo mais rápido. Esse tinha uma reputação melhor, aquele era uma versão melhorada do que eu podia ser. É enlouquecedor quando a gente entra no processo de comparar a nossa vida com a dos outros. Quando eu finalmente consegui fugir dessa armadilha, tudo ficou tão mais simples…

Aprendi que ninguém é igual a ninguém. Não tem sentido nenhum se comparar com os outros.

E, ao me conformar, dar valor ao que tenho, ser sempre quem sou acima de qualquer circunstância, aceitar as derrotas e não ficar me comparando a ninguém, descobri um grande segredo.

A vida é muito melhor quando é leve.

 

Paulinho Rahs

Anúncios