Busca

Paulinho Rahs

O Poeta Solitário

Tag

amor

Volta pra minha vida?

Leia ao som de Don’t Let Nothing Get In The Way

Anos se passaram e eu ainda não esqueci de como é o gosto dos seus lábios. Podiam se passar décadas que tenho absoluta certeza de que não esqueceria. Talvez por você ter sido meu primeiro grande amor. Talvez por você continuar sendo o mistério mais delicioso que a minha vida ainda não foi capaz de desvendar. Sabe, faz tempo que eu corro atrás do tempo e quanto mais eu corro, mais fico atrás. E o que me satisfaz? Estar perto de você. Um pouquinho é bastante, já basta pelo momento. Mas logo eu vou querer mais… Continuar lendo “Volta pra minha vida?”

Anúncios

Pergunte sobre o que faltou para ficarmos juntos

Leia ao som de These Days – Foo Fighters

 

Pergunte sobre o que faltou para ficarmos juntos,

mas não pergunte pra mim.

Quem sabe para alguém

que no final de tudo não fique sempre assim

confuso e desconcertado

difuso e desconexo

apaixonado por ti, nossa química e sexo.

Continuar lendo “Pergunte sobre o que faltou para ficarmos juntos”

O olhar que você me negou

Leia ao som de Não Me Olhe Assim – Capital Inicial

Olha, eu sei que é difícil para todo mundo. Ter que superar e passar por essas coisas que ninguém quer, mas todos passam. Coração partido, decepções, histórias que não foram como a gente imaginou que poderiam ter sido. Continuar lendo “O olhar que você me negou”

Você foi a minha escolha certa

Leia ao som de Speed Of Sound – Coldplay

Por muitas vezes perdi o sono perguntando a mim mesmo se eu sabia qual caminho havia tomado para minha existência.

Eu não sabia.

Viver, para mim, sempre foi uma forma inconsequente de brincar com fogo. Eu nunca fui uma criança disciplinada, nem um adolescente comportado ou um adulto cuidadoso. Eu não planejei a minha vida e deixei as portas abertas para qualquer coisa que viesse pela frente.

Muita coisa veio. Vivi de tudo um pouco, um pouco demais de tudo. Cometer excessos sempre foi a minha especialidade, afinal. E agora, com um pouquinho a mais de maturidade e juízo na cabeça, finalmente me dei por conta do tamanho da minha sorte. Continuar lendo “Você foi a minha escolha certa”

A velocidade de tudo que acontece em cada momento depende de você

(Livremente inspirado na canção Velocidade – Vera Loca)

Estávamos eu e ela, sentados, conversando sobre nada, falando quase tudo.

Era a minha chance, mas passou tão rápido. Era um pôr do sol, um momento perfeito. Mas quantos minutos dura um pôr do sol? Não o suficiente para eu conseguir me declarar. E quando escureceu, o clima já era outro. Foi embora uma das mais lindas oportunidades daquelas que acontece apenas uma vez na vida. Continuar lendo “A velocidade de tudo que acontece em cada momento depende de você”

Recomecei e desta vez foi do jeito certo.

Por certo tempo me abriguei na solidão que acabou sendo a única companhia dentro da escuridão em fiquei sem teu brilho. Dias e noites perderam qualquer sentido que poderiam ter para mim. Planos e projetos do futuro simplesmente desabaram como se houvessem roubado uma das cartas de base que construía um castelo frágil de um baralho comum. Continuar lendo “Recomecei e desta vez foi do jeito certo.”

Existem coisas que nunca mudam. A saudade de você é uma delas

Existem coisas que nunca mudam, não importa o tempo que passe. Não importa a força que se faça ou a quantidade de vezes que se tente.

Existem coisas que são imóveis, pesadas demais para alguém mexer, fortes demais para que se remova da memória e que carregam consigo um turbilhão de emoções que se confundem. Continuar lendo “Existem coisas que nunca mudam. A saudade de você é uma delas”

A última carta de amor que vou escrever pra você

(Para acompanhar, ouça The Blower’s Daughter)

Amor,

Eu sei que faz tempo. Sei também que nada do que passou vai voltar.
Me perdoa. Ah, isso é tão óbvio! Mas sério, me perdoa. Continuar lendo “A última carta de amor que vou escrever pra você”

Não adianta fugir

Eu consigo ver através da sua alma. Tudo que deixamos para trás e que voltou para nos assombrar está se tornando um peso praticamente insustentável sobre as minhas costas. Preciso de ajuda para carregar isso tudo e, sinceramente, você também tem culpa. O que é justo é justo, certo? Então pela justiça, que você sempre foi tão a favor, me ajude a carregar esta cruz. Sabe quando a gente está vivendo, mas dentro da mente só consegue lembrar do passado? Eu tenho a nítida sensação de que não pertenço ao lugar em que estou agora. Continuar lendo “Não adianta fugir”

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑