Leia ao som de Ces´t La Vie – Stereophonics

Hoje alguém me lembrou da importância do que eu faço. Como todo mundo, andei passando por um período de dúvidas e incertezas. Um período sombrio onde já parecia que seguir meus sonhos não fazia muito sentido. Fui, dia após dia, me escondendo atrás do medo e me afundando na zona de conforto. É incrível como se acostumar com a mediocridade é fácil. E, num piscar de olhos, deixamos de buscar a nossa melhor versão para nos tornarmos uma mediana para fraca. Ser um rascunho de quem a gente pretendia ser se torna o normal. Às vezes esquecemos do óbvio: nós não somos quem pensamos; nós somos como agimos. E agora é hora de uma mudança de atitude.

Para chegar nesta conclusão precisei de um empurrãozinho. Uma pessoa veio e me falou que o meu trabalho é importante e faz a diferença na vida dela. E dentro deste mar de indiferença em que vivemos, isso foi de uma importância maiúscula na minha existência. Não pelo elogio em si, isso não muda em nada as coisas para mim. Mas por que ser lembrado de que eu faço a diferença me fez acordar para duas coisas que eu havia esquecido.

Primeiro de que é preciso elogiar mais. Às vezes uma palavra positiva muda uma vida inteira. Diga para uma pessoa que ela é linda e quem sabe isso vá lembrar ela de que essa é a verdade mesmo. Por dentro e por fora. Como diz a famosa frase: Seja alguém que torna tudo em sol mesmo quando a vida está nublada. Na infinita perfeição do universo a lei do retorno não falha. Gerar uma corrente positiva só traz coisas boas pra gente lá na frente. Quem pratica a gratidão é mais realizado. Quem pratica a gentileza, então, é mais ensolarado. E tenta viver sem sol para ver como você fica. Pálido, sem cor, sem vida. Todas as palavras que saem da nossa boca geram uma emoção. E isso, por sua vez, gera uma reação em todo nosso corpo, nossa mente, alma e espírito. O que você anda produzindo aí dentro?

E a segunda coisa que hoje fui lembrado é que eu sou importante. E você que está lendo é importante! Talvez a gente não esteja como gostaríamos de estar. Talvez a gente quisesse que as coisas fossem diferentes. Tudo bem, isso é normal. Mesmo sabendo que já realizei muito, tem centenas de pequenas frustrações que costumavam de incomodar. As grandes, então, me consumiam. Mas quer saber? Eu comecei a focar no positivo. E foi assim que eu entendi que vale a pena continuar lutando por todos os meus sonhos, vontades e desejos. Vale a pena, sim, você não desistir de nada e seguir em frente nas coisas que lhe fazem feliz. Por que hoje pode parecer difícil demais, sem sentido ou sem valor. Só que pode ter certeza de que o que você faz é importante demais para alguém. E se você fizer a diferença na vida de uma pessoa, tudo já valeu a pena. Você é muito importante no mundo. Alguém está se inspirando em você.

 

Paulinho Rahs

Anúncios