Vivendo no automático. Quando a gente se dá por conta, nem pensa mais no que faz. Vai pro trabalho ou vai estudar, faz as obrigações e no mais segue ocupando o tempo livre com qualquer bobagem que apareça. Celular na mão, olhos no visor e cabeça em lugar algum. Nossa vida está se esvaindo aos poucos e a gente nem nota. Os anos estão passando rápido e a cada ano mais velhos, também um pouco mais tristes.
Ninguém quer morrer novo, mas ninguém quer envelhecer. Só isso já seria uma grande contradição. Some nessa equação que todos queremos viver uma vida maravilhosa, mas desperdiçamos momentos valiosos que não voltam nunca mais em troca de coisas que não nos levam a nada.

Horas e mais horas em rede social, agonia por coisas que falaram a nosso respeito, vergonha de dar um passo mais ousado por medo do que vão pensar, maus cuidados e hábitos com nós mesmos. O tempo está passando e parece que não estamos dando a atenção certa a este fato.

Viver, só se vive no presente. Mas é no passado e no futuro que passamos a maior parte do tempo. Presos nas coisas que aconteceram e não voltam nunca mais. Ansiosos pelo o que vem pela frente, mas ainda não podemos tocar. E aí vem depressão, aflição, saudades em demasia. Olhos esbugalhados encarando o teto à noite, pois dormir é praticamente impossível com tanta coisa passando pela nossa cabeça. Vontade zero de acordar no dia seguinte e encarar mais um dia, pois seguir em frente parece sem graça e sem cor. Assim, pouco a pouco, vamos matando a nossa própria existência.

Está tudo errado! Deveríamos estar olhando no espelho e todos os dias fazendo de tudo pela figura que nos encara de volta. Como damos o nosso máximo para agradar e servir as pessoas que amamos, o mesmo precisa ser feito quando se trata de si. Cuidar do corpo, a nossa morada. Cuidar da mente, o nosso bem mais precioso.
O sucesso que tanto queremos não vem por conta. Nem vem na hora que estivermos mais preparados ou se tivermos sorte. Isso é mentira e ilusão. Para sermos bem sucedidos na vida profissional, na vida amorosa, na familiar, mentalmente, fisicamente ou espiritualmente, precisamos criar este sucesso. Todos os dias. Repetidamente.

Nós não somos quem pensamos ser. Tampouco somos quem queremos ser. Nós somos o resultado de todas as ações que temos tomado nos últimos tempos. E essas ações são consequência de pensamentos e desejos que temos tido consciente ou inconscientemente. Se você ainda não está onde queria na vida, lembre-se: o que te trouxe até aqui não é o que vai te levar até lá.

O sucesso se constrói hoje. Sempre. Todos os dias.
Assuma o controle da sua vida e mude seu destino.

 

Paulinho Rahs

Anúncios