Você tem amigos,
mas mesmo assim se sente sozinho.
Dizem que você é muito engraçado,
mas mesmo assim você olha no espelho
e se sente triste.

Você pensa demais.
Se alguém pergunta se tá tudo em paz, você diz que sim.
Mesmo que na verdade não seja bem assim.

E você tenta ser dentro de você
quem os outros enxergam e dizem que você é.
Mas a sensação de vazio sempre volta
quando você fica sozinho
no meio de uma noite qualquer.

Ninguém entende, ninguém nunca vai entender.
Mas mesmo assim, você segue.
Mesmo nos dias em que mal consegue.

Será que essa dor estranha um dia vai ter fim?
Você se pergunta com a alma doendo.
Minutos depois você está lá fora
sorrindo pra eles, mesmo assim.

Paulinho Rahs