Eu ainda quero te amar.
Eu tô tentando te esquecer.
Eu tô disposto a perdoar.
Eu já não quero mais saber.
Pelos meus erros, eu peço desculpa.
Eu também peço, mas quero ir em frente.
Eu só consigo ser feliz se for igual.
Eu não consigo se não for diferente.

O que a gente faz então?
O melhor é cada um seguir o seu caminho.
E o que eu faço com o meu coração?
Avisa ele que agora é sozinho.

Paulinho Rahs & Lídia Taquary