Este texto é pra você que, assim como eu, perdeu um grande amor.

O chão desabou. O mundo virou de ponta-cabeça. Não existe explicação ou remédio que atenue o vazio. Se eu te disser:

– Calma, você não tá sozinho. Tem mais gente passando por isso. – sei que de nada vai adiantar.

Então, não estou aqui pra tentar mascarar a tua dor e te dizer que logo vai passar, por que isso seria mentira. Acho que o melhor que eu posso fazer é te contar a minha história. Tenho certeza que você vai se enxergar nela e entender as coisas que tô querendo te dizer.

Está doendo agora. Mas vai doer mais.
Quando você suspeitar e ficar nas redes sociais buscando indícios de que ela já está saindo. Vai doer mais.
Quando você ver um story dos amigos dela num rolê e de canto ela aparecer no fundo se divertindo com um copo na mão. Vai doer mais.
Quando te falarem que ela começou a sair com alguém.

Vai.
Parece que está muito feliz e se apaixonou.
Doer.
Botou relacionamento sério no Facebook.
Mais.

Vai doer mais. Mas como todo machucado, a ferida uma hora cicatriza.

Vai parecer que vai te matar. Mas calma que de amor ninguém morre.

E finalmente vai começar a passar. Você vai sair, conhecer novas pessoas, viver a sua própria história.
Vai encontrar ela na rua ou numa festinha qualquer.
A primeira vista, vai te dar um choque.
Depois, você vai começar a conseguir conviver com essa estranha visão de ver a pessoa que era o amor da sua vida até esses dias abraçada num outro alguém.

E por último, vai chegar o estágio que nunca passa na vida de quem perdeu um grande amor: você vai descobrir a dolorida verdade.

Você nunca vai esquecer.

Aí você vai me dizer: – Tá, mas eu superei.

Sim.
E você vai viver as melhores histórias da sua vida justamente após esse amor.
Vai conhecer gente nova e encontrar um novo amor.

E esse amor vai ser incrível: mais compreensivo, que combina mais com você. A metade perfeita.

Saiba, aqui vão duas verdades: sim, você vai encontrar um novo amor.

Mas você nunca vai esquecer.

Quem perdeu um grande amor até supera. Mas esquecer? É impossível.
Você sempre vai lembrar.
Mas aí eu te pergunto: ficam as boas lembranças ou somente as ruins?

Agora é com você.


Paulinho Rahs