Hoje eu levantei
mais cedo que o normal.
Meu tênis eu calcei
e fui espantar o mal.

Como? Com o exercício.
No meu caso uma corrida.
Pra mim até já virou um vício,
mas que faz bem na minha vida.

E enquanto eu corria
maravilhado com um novo dia,
um pensamento me vinha.

Como que eu já fui infeliz
e carrego tanta cicatriz
se tudo isso eu já tinha?

No meu passado recente
quando cometi erros sem motivo
não enxergava o presente
que é simplesmente estar vivo.

Ter liberdade pra pensar,
ter amigos e família,
ter um lar para morar,
hoje a mim tudo isso brilha.

Quando as coisas mais normais
não parecem ser nada demais
é preciso por o pé no freio.

Pois quando a gente foca na aparência
e esquece da essência
o caminho fica feio.

Vivemos falando numa tal de correria,
e essa maldita faz cada dia
parecer algo banal.

Mas vai chegar um segundo
que ter mais um dia nesse mundo
seria a oportunidade mais especial.

Portanto nunca se esqueça
por mais que a vida complique,
por mais que algo te entristeça,
e nada direito se explique.

Lembre que tudo é finito,
veja a vida pelo lado bonito
pois ela passa num clique.

Paulinho Rahs