Hoje eu acordei desanimado
querendo jogar tudo alto,
me achando totalmente errado,
pensando em enfiar a cabeça no asfalto.

Por que quando me olhei no espelho
refleti em como estou longe,
mas aí me lembrei de um conselho
que recebi de um velho monge.

“A distância pode ser grande,
você pode estar sozinho,
pode estar mesmo indo devagar,
o que importa é estar no caminho”.

E aí eu me recordei que meses atrás
eu sequer tinha certeza do que eu queria,
lembrei que eu achei estar em paz
mas a verdade é que eu nem sabia.

Quando a nossa alma desperta
e nossos olhos abrem de verdade,
não tem mais volta dessa descoberta:
a gente descobre a busca da real felicidade.

Hoje eu fico abismado com o tempo que perdi,
vivendo uma vida medíocre, achando que era feliz.
Mas mesmo assim, sou grato por que agora entendi.
Demorou, mas cortei todo aquele mal pela raiz.

Agora eu encontrei meu caminho
e ainda estou longe da linha de chegada.
Mas, veja bem, agora eu encontrei meu caminho
e isso já vale por metade da caminhada.

Paulinho Rahs