O tempo segue passando
e eu sigo aqui parado.
Afinal, ainda são esses os meus melhores anos
ou isso tudo já é parte do passado?
Será que ainda dá tempo de acertar
ou a real é que eu fiz tudo errado?

Confuso e pensativo
me resta pensar no futuro.
Eu vejo uma luz lá na frente
enquanto aonde estou é escuro.
A vida é o que acontece ao meu redor
enquanto a felicidade eu procuro.

Eu mudo o jeito que eu rimo,
mudo o meu jeito de viver,
às vezes eu me cuido e mimo,
às vezes tenho vontade de morrer,
tudo é parte dos altos e baixos
que encaro no meu caminho.

O tempo passar me deprime,
o tempo perdido sufoca,
embora uma coisa ou outra me anime,
queria poder fazer essa troca:
pedir para o tempo voltar
pra não me sentir tão sozinho.

Entre tudo que já passou
e tudo que ainda dá pra fazer,
entre os mil caras que eu sou
e todas as personalidades que eu queria ter,
eu sei que não posso me comparar
com a tal da “grama do vizinho”

Então, já que o tempo não para
eu não posso parar também,
vejo de uma forma mais clara:
isso não é fácil pra ninguém.
Me perdoo pelo tempo perdido.
Sem mais me colocar espinho.
Vou me tratar com mais carinho.
Vou usar meu tempo para viver.

Paulinho Rahs