Onde é que andam os teus sonhos
e aqueles pensamentos risonhos
de mudar o mundo?

Senta aqui um segundo, vamos conversar.
Quero ouvir da correria da sua vida,
da sua falta de tempo,
das lutas e das tretas
E também do fundo daquela gaveta
onde eu sei que os seus sonhos foram parar.

Onde que anda aquela criança
que via a vida como uma dança?
Hoje cresceu e se tornou você.
Mas eu sei que de vez em quanto ela te visita.
E quando ela vem, você acredita
ou prefere a esquecer?
E dizer que a vida adulta não dá margem,
que tirar um dia pra ser criança é bobagem,
que você tem muito mais a fazer.

Quando foi a última vez que você andou de pés descalços?
Quando foi a última vez que você surpreendeu alguem que ama com um longo abraço?
Quando foi a última vez que tirou um dia 100% pra você, sem pensar em mais nada?
E quando foi a última vez que você chorou de tanto dar risada?

Vamos marcar algo? Semana que vem, talvez.
Tô com saudade suas! Eu também, um dia ligo pra vocês.
Faz tempo que a gente não se vê! Verdade, tá tudo uma correria…
Aparece lá em casa! Claro, claro, logo te aviso o dia.

Isso me lembrou de um grupo de amigos
que ficou vinte anos sem se reunir sem faltar alguém.
Toda vez que estavam juntos era só:
– Ah, mas o fulano não vem?
Se ia um não ia outro,
quando não cancelavam o encontro também.
Mas no dia que o Marcão morreu,
no velório não faltou ninguém.

Você já parou pra pensar que o tempo com seus pais e avós é extremamente limitado?
Que o seu cachorro tão amigo não vai passar a vida inteira do seu lado?
Que os anos só vão passar voando de um jeito cada vez mais veloz?
E que se você não tem tempo agora
de repente vai arranjar tempo naquele dia em que te faltar a voz?

Vinte, trinta, quarenta, cinquenta.
Década após década, essa chance só aumenta.
Com sorte você vive mais ou menos até os oitenta.
Quando tempo você ainda tem?
Quanto mais você aguenta?

Quantas despedidas você ainda tem pela frente?
Quantas dores, machucados, decepções com gente.
Quantas vezes você ainda vai votar pra presidente?
E será que você vive pra ver um político decente?

A vida conta mesmo é nos pequenos momentos.
Você vai ter dores, machucados,
do seu time rebaixamentos.
Mas o mais importante de tudo e que você vem esquecendo:
quantos pequenos sorrisos ultimamente você anda tendo?

Paulinho Rahs