Parei pra pensar em quantas vezes eu troquei estar no caminho pra conquistar meus sonhos do futuro por um prazer do presente.
Foi aí que eu encontrei a explicação pra eu viver sempre falhando em todos os meus objetivos.

A verdade é que sempre que a gente comete um erro sabendo que é um erro, diz que a vida é curta demais. Que vale a pena, que é uma vez só. E são exatamente esses pequenos erros que nos impedem de construir coisas maiores na nossa vida.

Muitas vezes a gente vive como se nunca fosse morrer. É inconsequente, não pensa no amanhã.
Pra um dia então morrer como se nunca tivesse vivido. Sem ter realizado nada, cheio de uma vida vazia.

Aprendi uma lição importantíssima: que sacrifícios temporários trazem recompensas permanentes. Foi por ter entendido isso que parei de jogar tempo fora na minha vida e comecei a viver pra construir grandes coisas.

Outra lição que eu aprendi: quem não luta por alguma coisa, acaba parando por qualquer coisa. Lembre-se todos os dias o que você tá buscando, pra não acabar saindo da estrada por qualquer bobagem.

Nunca deixe o motivo de parar ser maior que o motivo de continuar adiante. Foco em quem você quer se tornar e em como quer estar quando chegar onde sonha. Foco no prazer de construir o futuro e não nos prazeres do presente.

Não viva um dia sequer sem pensar no seu maior sonho e fazer algo por ele. Vá dormir e acorde relembrando exatamente o que você quer conquistar. Assine um contrato de compromisso com você mesmo: usar todos os dias da sua vida pra chegar mais perto de realizar todos os seus sonhos.

Paulinho Rahs