Eu encontrei a chave,
um segredo especial.
Até achei um tanto grave
minha demora em ver a real.
Mas antes tarde do que nunca
me lembrei do famoso ditado.

Passei muito tempo procurando
mais motivos pra ser feliz.
Mas eu só não estava enxergando
bem embaixo do meu nariz.
Corri o mundo pra buscar
o que eu sempre tive ao meu lado.

Uma das coisas mais belas
é um sentimento puro,
não precisa nem acender velas
pra enxergar quando é escuro.
Por si só essa sensação
deixa o caminho iluminado.

Tô falando de gratidão,
de valorizar o que se tem.
Tô falando de em oração,
saber que o resto vem.
Tô falando da chave da vida
estar por trás de um “muito obrigado”.

Paulinho Rahs