Você me disse várias vezes
que eu era exatamente o que você queria.
Fui eu que entendi errado
Ou suas palavras que não tem valia?

Eu sou mesmo algo importante
ou somente algo sem serventia?
Sou eu que estou quebrado
ou a culpa é sua dessa covardia.
De iludir, voltar atrás,
mudar a ideia da noite pro dia.

Me agonia não saber,
o que judia é o querer.
Mas o que eu mais queria
era conseguir te entender.

Paulinho Rahs