Leia ao som de Mind Over Matter – Young The Giant

Um brinde às chances perdidas
e a todas as vezes em que deixamos
passar o cavalo encilhado.
Um brinde ao aprendizado
com as derrotas que vieram,
e também ao nosso passado
e os erros que aqui nos trouxeram.

Sim, eu não enlouqueci.
Vamos comemorar!
Vamos celebrar as quedas e os machucados,
os enganos e os pecados,
e tudo mais que aconteceu
diferente do planejado.

Pois no fim das contas
perder ensina mais que ganhar.
Cair e se levantar dignifica uma caminhada
e deixa a história muito melhor de ser contada.
Como prefere que se lembrem de você?
Como alguém que teve um caminho fácil,
que acertou em tudo que tentou
ou como alguém não se entregou?
Que passou por poucas e boas
e nunca se abalou?
Vamos tombar de qualquer maneira.
Muito mais vezes do que se queira,
muito mais do que era previsto.
Mas a graça toda está nisto:
se torne uma inspiração.

Seja um ponto de ignição
aos que buscarem uma luz.
Carregue a sua cruz
sem reclamar, sem lamentação.
Entregue-se de corpo e alma,
trabalhe duro e tenha calma.
Tudo tem o seu lugar e a sua hora
e tudo acontece como deve
embora às vezes pareça que não.

Acredite: se deu errado
é por que ainda não era pra ser.
E quando finalmente acontecer
acho que aí você vai me compreender.
Eu vou te esperar aqui, na torcida,
com um copo em cada mão
pra gente fazer, então,
um brinde às chances perdidas.

Paulinho Rahs