Senta, vamos conversar.

Não estou aqui para dizer nada além da verdade. Mas, pensando bem, a verdade não existe. Entre a minha verdade e a dela existem umas mil mentiras, doses de orgulho, manipulação e pontos de vista que jamais irão concordar. Ainda fico pasmo na fragilidade que tem os sentimentos e a inconstância que tem aqueles que o sentem. As coisas rapidamente mudaram e tudo foi ao chão. Será que é assim com todo mundo? Ah, deve ser. Não sou mesmo lá tão privilegiado assim, embora às vezes eu caia no engano de acreditar que sou mesmo rei do mundo. Mas se todo mundo passa por isso, preciso encontrar alguém que me explique como agir nessas circunstâncias estranhas. Uma palavra que não foi dita, uma resposta não dada para uma pergunta que sequer foi feita e pronto: acabou, nada vai voltar a ser como era. Ao menos foi o que ela me disse e parece que não existe algo que eu faça vai mudar isso.

Pergunta pra ela, então, meu amigo. Pergunta se a culpa é toda minha mesmo. Descobre pra mim se há algum cenário em que eu recupere a sua confiança, alguma dimensão em que a gente ainda se veja uma vez por semana, algum ponto de vista em que ela não tenha achado que amou mais que eu. Como as pessoas são complicadas, né? Que bom que tu ainda vem aqui conversar comigo, existem horas em que parece que eu fiz tudo errado. Eu me deixo levar fácil pelos julgamentos, se todos me colocarem pra baixo não terei escolha senão descer. Ora, eu não sou assim! Sou fogo, sou alegria. Em que momento será que fui deixar as coisas ficarem desse jeito? Se uma ação leva a outra, quisera eu saber qual foi a primeira peça que caiu nesse dominó.

Me siga nas redes: Instagram | Facebook | Snapchat: @PaulinhoRahs

Depois a gente acerta tudo aquilo que errou. Depois é muito tarde, antes tarde do que nunca. Nunca mais vai ser aquilo, aquilo é ilusão. Ilusão é querer voltar, querer voltar é mais normal que possa parecer. Tudo o que possa parecer não chega perto do que eu queria demonstrar, pois o que eu queria demonstrar é muito maior que minha capacidade de acertar. Acertar é complicado, deixa pra depois. Depois a gente acerta tudo aquilo que errou. É um círculo vicioso e eu estou preso nessa roda. Você já se desprendeu? Eu aposto a sua vida que tem algo te matando. Me mata saber que nós somos passado, agora “nós” é apenas eu e você.

Então, that’s over baby. Ela me disse que acabou e ponto final. Agora só fico me perguntando sobre tudo o que a gente viveu. Vai lá, pergunta pra ela! Pergunta pra ela se ainda existe alguma lembrança boa, pergunta, me faz esse favor. Pergunta pra ela se vai ser sempre amor mesmo que mude ou se sobre nós ainda ninguém nunca vai saber de tudo.

Pergunta se valeu a pena e fala que eu ainda não esqueci.

 

Paulinho Rahs

Anúncios