Busca

Paulinho Rahs

@PaulinhoRahs

Tag

romance

Você foi a minha escolha certa

Leia ao som de Speed Of Sound – Coldplay

Por muitas vezes perdi o sono perguntando a mim mesmo se eu sabia qual caminho havia tomado para minha existência.

Eu não sabia.

Viver, para mim, sempre foi uma forma inconsequente de brincar com fogo. Eu nunca fui uma criança disciplinada, nem um adolescente comportado ou um adulto cuidadoso. Eu não planejei a minha vida e deixei as portas abertas para qualquer coisa que viesse pela frente.

Muita coisa veio. Vivi de tudo um pouco, um pouco demais de tudo. Cometer excessos sempre foi a minha especialidade, afinal. E agora, com um pouquinho a mais de maturidade e juízo na cabeça, finalmente me dei por conta do tamanho da minha sorte. Continuar lendo “Você foi a minha escolha certa”

Espaço em branco

Para ler ao som de Blank Space

Não que eu me divirta com isso, mas os rumores voam. E sei que você vai ouvir falar de mim. Sou aquela pessoa que pode te mostrar tudo e mais um pouco. Magia, loucura, o pecado e o paraíso. A perfeita tempestade caso seus dias andem calmos demais. Vamos tentar ser amigos e quem sabe depois algo mais? Eu posso te fazer voar e conhecer coisas incríveis. Sou a pessoa mais interessante do momento e gostaria de te provar isso. Serei melhor que qualquer história que você já teve, isso eu posso garantir. O que não garanto é que tudo que eu esteja dizendo é a verdade. Mas não é por mal, eu engano inclusive a mim mesmo às vezes. Continuar lendo “Espaço em branco”

Amores imperfeitos

Para ler ao som de Amores Imperfeitos

Nas estradas do amor… A rota de colisão confunde, mas é normal. As batidas de frente machucam, mas fazem parte. Os acidentes são graves, mas não precisam significar a morte. Nas estradas do amor tem muita gente dirigindo embriagada, com o celular na mão e com imprudência. Têm gente que vê uma placa de curva perigosa para a direita e prefere acelerar e virar para a esquerda. São buracos, desvios, obras e pedágios. É preciso parar para abastecer, trocar o óleo e calibrar os pneus. Não da para esquecer de nada disso. Continuar lendo “Amores imperfeitos”

Quando eu voltar

Melhor ao som de When I Come Around

Caiu a noite mais uma vez. Por um segundo eu fiquei esperando o interfone tocar, você chegar trazendo outra garrafa para animar ainda mais a festa, eu me fazer de quem não queria muito e só te cumprimentar depois de todo mundo ter feito. No instante seguinte, algo me trouxe de volta para o presente e a grande verdade é que isso faz parte do passado. A monotonia tem feito parte de mim, a falta de intensidade tem feito eu parar para pensar se tudo isso está certo. Eu realmente sou quem esperava ser? Continuar lendo “Quando eu voltar”

Eu e você merecemos acontecer

Melhor ao som de Whistle

Abram-se as portas para a gente começar. Abre a porta da tua casa, a do teu peito, a dos teus lábios. Eu aposto o que você quiser que quem brinca com fogo sai queimado e ninguém mandou você entrar nessa. Mas já que eu estou aqui, deixa que a casa caia. Vamos viver novas histórias e fantasias, inventar novas expressões e novas gírias. Quem não tem o interesse mais genuíno em começar algo novo como o que a gente está prestes a começar? Deixa que o futuro fica pra depois. Agora é o agora. É o momento que vai passar num piscar de olhos. Eu duvido que perder tempo está sua lista de coisas a fazer antes de morrer. Isso é logo, logo. Logo ali na frente. Não há tempo a se perder e todo minuto é precioso. É agora ou nunca. Continuar lendo “Eu e você merecemos acontecer”

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑