Busca

Paulinho Rahs

O Poeta Solitário

Tag

lembrança

Acabou sem nem ter fim

Sonhei contigo essa noite, deu saudade do que a gente não viveu.
Quando acordei me doeu
a alma e o coração.
Doeu por que o tempo passou
e a vida jamais parou
pra gente viver essa paixão.

Continuar lendo “Acabou sem nem ter fim”

Herança nativa

Livremente inspirada na canção Herança nativa

A manhã é fria. Enquanto minha mente fica inquieta, vou aquecendo minhas mãos com goles do meu chimarrão. Alguém me estende a cuia, tenta puxar um papo, mas estou voando muito longe daqui. Com meus olhos de quem viu um pouco de tudo nesse mundo, brilha no castanho da íris cores de saudade de onde me criei. Continuar lendo “Herança nativa”

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑