Não espere você perder
pra finalmente aprender
a dar valor de verdade.

Não espere sentir saudade
pra se ligar que talvez
a solidão é muito pior.

Não espere pra ser alguém melhor
depois que tudo tiver desabado.
Não espere estar machucado
pra valorizar a ausência da dor.

Não espere perder um amor
pra entender que ter ele é raro.
Não espere pra se arrepender
só quando precisar de amparo.

Chega de esperar
pois a vida é sempre agora.
Não espere a melhor hora
pra dizer o que você sente.

Não espere estar de frente
com as consequências da inconsequência.
Toma vergonha, muda a frequência.
Aprende a viver com responsabilidade.

Não espere sentir saudade
pra dar um abraço bem apertado.
Não espere a pessoa ao seu lado
estar longe pra só então querer agradecê-la

Não espere a proximidade virar distância.
Não espere a perda pra dar importância.
Não espere ser tarde demais.
Não espere para abraçar seus pais.

Não espere pra chamar um amigo.
Não fique preocupado só com o próprio umbigo.
Não espere pra ver que o amor
talvez sempre esteve do seu lado.
Não deixe que o aprendizado
venha em forma de: – Eu deveria ter visto antes!

Este poema diz tanto “não!”
mas na verdade ele é sobre dizer “sim!”,
Sobre abraçar as possibilidades
e reconhecer as coisas boas da vida
antes que elas cheguem ao fim.

Não espere para abraçar,
não espere para sorrir,
não espere nem pra chorar
se isso te fazer um pouco melhor sentir.

Não espere que a tristeza
se torne um “elefante na sala”,
se a coisa aí estiver estranha
não espere para fazer as malas.

Não espere pra ir embora
se a necessidade for essa.
Não esqueça que a vida é curta
e de vez em quando nos prega uma peça.

Um belo dia uma notícia terrível
chega explodindo com tudo.
Então, aproveite pra falar o que você puder hoje
pois uma hora dessas você vai ficar mudo.

Não espere o tempo acabar
pois no jogo da vida não tem acréscimos.
Bota pra fora o que você precisa botar,
guardar tudo pra si é um pensamento péssimo.

A vida tá passando
enquanto você tá só olhando.
Não espere mais nem um segundo
pra lembrar que nesse mundo
você está só de passagem.
Aproveite cada instante da viagem
pois ela um dia vai terminar.

Mas também não precisa se preocupar
com a existência do final.
Pelo contrário, na real:
esse é o motivo pra viver de verdade.

Tudo vai acabar. O hoje vai deixar saudade.
Só que até você chegar lá
ainda tem uma longa jornada.
Não espere o fim da estrada
pra só então você ver.

Não espere mais nada acontecer,
simplesmente faça o que dá hoje.
Não pare.
Não desista.
Na sua felicidade insista.

E pra sua vida valer a pena
não fique fazendo cena
e não espere nunca mais.

Paulinho Rahs