Depois de mais uma vez errar,
por onde recomeçar?

Olhei pra cima e fiz uma prece.
– Ora, pelo começo!
Foi como se a resposta viesse.

Depois que o leite derramou,
não adianta mesmo chorar.
Pega um paninho e começa a limpar.

Aceita que errou e que não dá mais pra voltar.
Aceita que passou e só resta em frente olhar.

Com a humildade que muito já me faltou
resolvi abaixar a cabeça e tentar outra vez.
Aguenta a tristeza, no osso. Você errou e errou feio.
Mas o erro pode ser um meio e não um final.

Já que você fez o mal, melhora através disso.
Pede desculpa, encara a vergonha.
Mas lembra que nada é pra sempre.
Seu erro não vai se apagar,
mas dá pra com ele mudar.

Mudando pra melhor, tudo vai ficar bem.
Pra esquecer do que passou, só voltando a caminhar.
E dar um pequeno passo por vez
é o melhor jeito de recomeçar.

Paulinho Rahs