Eu tenho pensado muito na minha vida,
mas na verdade eu tenho feito pouco.
Paralisado, com a alma dolorida,
às vezes acho que eu fiquei louco.

Não sei se é o lockdown,
não sei se é a quarentena,
ver notícia ruim no jornal
faz eu ficar com a esperança pequena.

Mesmo assim, ela segue viva.
Eu sigo acreditando em melhora, do fundo do coração.
Desanimado, claro que eu fico.
Mas desistir nunca foi opção.

Paulinho Rahs