Na boa, pra mim chega!
De ser trouxa tô legal.
É hora do ponto final.
Viramos a página,
vamos adiante.
Já não espero ser importante
pra quem não me dá moral.
Já não tô mais tendo saco
pra fazer o meu próprio cartaz.
Prefiro ficar na minha,
prefiro ficar em paz.
Prefiro largar de mão,
cansei de correr atrás.

Paulinho Rahs