Busca

Paulinho Rahs

O Poeta Solitário

A hora de começar é agora

Parei pra pensar um pouco
em tudo que tenho feito
me deu uma dor no peito, era alta madrugada
não consegui encontrar nada,
que explique eu desistir de tantos sonhos
me deu um ardor medonho e não consegui dormir

Levantei e sai por aí
pra tentar clarear a ideia
nessas horas sem plateia, quando se encontra a solidão
se tenta fazer oração
se tenta encontrar um meio
mas descobri que já estou cheio de tentar recomeçar Continuar lendo “A hora de começar é agora”

Anúncios

Como a minha alma ficou leve

Este relato é simples e muito breve
vem do fundo do peito deste que vos escreve
eu já vivi de tudo, do bom e do ruim
do veloz e do sem fim
momentos que me levaram
a sentir até demais, de chegar a perder a paz
e ficar muito confuso

Eu entrei em parafuso
pânico, desespero
vi tudo passar ligeiro
bem em frente ao meu olhar
e sempre que eu quis voltar
a vida só foi pra frente
Continuar lendo “Como a minha alma ficou leve”

Recomeço

Este é meu recomeço
ao certo, não sei se mereço
de novo outra oportunidade
mas tenho tanta vontade
de me reconstruir
que agarro esta chance como tudo que é mais sagrado

Meus muitos erros passados
não me servem de orgulho
pra mim são apenas barulho
latejando na cabeça
e embora eu me entristeça com as coisas erradas que fiz
tudo que eu sempre quis é esquecer do passado Continuar lendo “Recomeço”

A minha hora chegou

Leia ao som de Once And For All

A minha hora chegou
e eu sei que não tem mais volta
não preciso mais escolta
ou bicicleta com rodinha
não existe mais o medo que antes eu sempre tinha
pois eu sei mais do que nunca para onde é que eu vou Continuar lendo “A minha hora chegou”

Minha promessa para este ano é simplesmente ser melhor todos os dias

Todo ano é a mesma coisa, para todo mundo eu sei que é assim. Chega esta época de final de ano e a gente começa a fazer mil promessas e planos. Parece que por que o calendário muda, tudo vai mudar junto. Temos a plena certeza de que o ano prestes a começar vai ser o da glória, o das grandes conquistas e das realizações dos maiores sonhos. “O universo vai conspirar ao nosso favor!” é o que sempre acreditamos. E aí vem Janeiro e logo nos primeiros dias a gente vai tropeçando nas próprias aspirações. Dia após dia seguimos escorregando nos mesmos erros de todos os anos anteriores. De nada adianta o ano ser novo se a gente segue sendo pessoas de atitudes velhas. A única forma das coisas começarem a dar certo pra você quando estiver correndo lá fora é uma completa e radical faxina por dentro. A mudança começa internamente. Depois, tudo fica mais fácil. Pode acreditar.

Continuar lendo “Minha promessa para este ano é simplesmente ser melhor todos os dias”

Você gostaria de ser outra pessoa?

Leia ao som de Vegas Lights

Vamo lá. Se você pudesse ser outra pessoa, como você seria?
Não tô falando de ser um artista milionário ou um cantor famoso.
Não.
Tô falando de ser uma outra versão sua. A melhor possível. O que você mudaria? A cor do cabelo ou quem sabe o corpo? Faria uma porção de tatuagens ou escolheria outra profissão? Quantos traços de personalidade poderiam ser diferentes se a gente tivesse tomado outros caminhos e feito outras escolhas. Por que será que parece sempre que uma vida diferente seria melhor? Continuar lendo “Você gostaria de ser outra pessoa?”

Ninguém tem a vida tão perfeita quanto parece

Leia ao som de Same Size Feet

Na boa, a gente tá se perdendo. É sério. Isso me preocupa muito mais do que eu queria, pois é estúpido demais pensar que estamos ficando a cada dia mais tristes, depressivos, ansiosos e inquietos com ferramentas que deveriam tornar a nossa vida um mar de rosas.
É rede social demais para pouca firmeza psicológica.
É confusão mental demais para pouca verdade nas nossas auto-críticas. Continuar lendo “Ninguém tem a vida tão perfeita quanto parece”

Pergunte sobre o que faltou para ficarmos juntos

Leia ao som de These Days – Foo Fighters

 

Pergunte sobre o que faltou para ficarmos juntos,

mas não pergunte pra mim.

Quem sabe para alguém

que no final de tudo não fique sempre assim

confuso e desconcertado

difuso e desconexo

apaixonado por ti, nossa química e sexo.

Continuar lendo “Pergunte sobre o que faltou para ficarmos juntos”

Sorriso tímido

Ela ri, mexe no cabelo e suas bochechas coram.

Ofereci um sorriso tímido, como sou. Um sorriso sem quase nem mostrar os dentes;

Queria que ela nem me notasse aqui. Há tempo que venho admirando-a, assim, em silêncio. O que acho mais engraçado – não que eu me divirta com isso – é que ninguém aqui sabe disso. Nem aqui e nem na China, sabe, como dizem por aí. Por uma dessas que eu não queria que ela notasse. Acho que fiquei olhando pra ela como um baita de um boboca, entregando o ouro assim de cara. Eu e essa minha maldita mania de fazer as coisas pelo avesso. Continuar lendo “Sorriso tímido”

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑