Resolvi diminuir a frequência
e usar mais paciência
pra cabeça não pirar.

Decidi abandonar a pressa
e também fiz essa promessa:
até o dicionário vou largar.

Por que se eu falar uns plural errado,
esquecer de ter acentuado,
o que importa é a mensagem chegar.

E já que chegou até você,
deixa ela bater.
O efeito da poesia
às vezes dura um dia,
um segundo,
ou enquanto você viver.


E essa aqui é pra ti dizer:
bota o pé no freio.
Desacelera, vai dar um passeio.
Vai botar esse pé no chão.
Tira os tênis e as meias
e essas caretas feias
que a vida real te traz.

Vamos rir um pouco mais?
Eu tenho tanto pra te falar.
Mas essa parada de rede social,
de conteúdo e criação,
me dá menos de um minuto
pra atingir seu coração.

O algoritmo andou mudando,
agora são uns segundos mais.
Mas como colocar em palavras tão rápidas
sentimentos que são tão reais?

E a realidade você sabe,
sabe melhor que ninguém:
não existe como arrastar pro lado.
Você precisa sentir como ela vem.

E eu aqui de poeta
querendo te mostrar a beleza em versos.
Mas como o meu tempo aqui tá acabando,
vou resumir em uma frase todo esse universo.

Respira fundo. Baixa a rotação.
Você vai encontrar a resposta
caminhando com o seu coração
e não correndo com a sua mente.
Mas isso é papo pra mais pra frente.
Meu tempo passou voando.
Esse poema aqui tá acabando
mas espero te ver no próximo.


Paulinho Rahs