Dentro de mim, duas vozes opostas. A certeza de que tudo vai dar certo de um lado, o medo de que dê errado do outro. E eu no meio, sufocado nesse emaranhado de pensamentos.

Em um raro instante, estou feliz e empolgado.
No segundo seguinte, deprimido e confuso.
Ninguém me entende, mas eu não julgo. No fundo, eu também não.

Eu quero muito ser uma daquelas pessoas que realiza, que consegue fazer o seu potencial se tornar real. Mas algo me segura e não me deixa pensar com clareza. Tô sempre assim, de olhar vago e mente voando.

Se eu realmente conquistar tudo que quero, sei que vou me arrepender de ter me preocupado tanto. Eu queria aproveitar o hoje, mas não consigo. Vivo preocupado com o amanhã.

Espero que um dia eu consiga, mas enquanto não chego lá, sigo do mesmo jeito dia após dia: inquieto, confuso, preocupado, deprimido. Tô ficando cansado, mas eu não vou me entregar.

Um dia a vida vai ser melhor e talvez eu consiga também melhorar. Me sinto perdido e sozinho, como se ninguém me compreendesse. No fundo eu só quero ter alguém para me escutar.

Eu sei que nasci pra vencer, mas a vitória só vem se eu lutar. Alguns dias, não tô pela luta, tô mais por deixar o tempo passar. Tanta frustração já aconteceu que tem sido complicado me animar.

Que o futuro seja bonito. Só isso eu vou esperar. No mais vou vivendo um dia de cada vez, numa eterna batalha pra nos meus sentimentos não me afogar.

Paulinho Rahs