Eu tenho tanta coisa pra fazer
e já tô pensando lá na frente.
Quanto mais penso, mais me sinto paralisado.
É um caos total dentro da minha mente.

São sonhos e objetivos,
metas e motivos,
milhares de alvos que preciso atingir
pra que faça sentido eu estar vivo.

E se não der? E se eu não conseguir?
Paro, penso, olho pra trás.
Sou obrigado a seguir.

Obrigado pela pressão,
pressão feita por mim.
Pra corresponder as expectativas.
Minhas, do mundo, enfim.

Acordo e recomeço.
Em frente e sem desculpas.
A inspiração não vem,
em mim recai uma gigantesca culpa.

Alguns dias sinto que fiz muito,
outros que não fiz absolutamente nada.
E mesmo quando acho que estou indo bem,
parece que estou devagar na estrada.

Preciso acelerar, preciso chegar logo.
Preciso provar pro mundo
por que é assim que eu jogo.
E mesmo que me digam
que as coisas não precisam ser desse jeito,
não há nada que prove o contrário
pra essa agonia que sinto no peito.

É que eu tenho tanta coisa pra fazer
e já tô pensando lá na frente.
Espero que um dia eu consiga
voltar a viver novamente.

Paulinho Rahs