Eu sei que preciso mudar. Sei até o que eu preciso fazer para ser melhor. Me convenço de que estou no caminho certo, mas no fim do dia eu me vejo na mesma situação: errando os mesmos erros, tropeçando nas mesmas pedras. Eu não quero mais me sabotar, não aguento mais viver assim. Meu maior inimigo sou eu e isso precisa ser diferente.

Estou cansado de olhar fotos antigas e não gostar de mim em nenhuma. Estou cansado de ouvir áudios e ver vídeos e simplesmente me frustrar vendo as minhas atitudes. Ora, não pode ser tão difícil. Eu preciso me tornar meu melhor amigo. Preciso me amar e não me odiar. Preciso ser melhor comigo mesmo. E isso começa já.

Depois de tanto tempo perdido, ainda me surpreendo por ter tempo pela frente. Mas a diferença é que agora eu não vou mais aceitar mediocridade de mim. Exijo que eu seja melhor. Em atitudes, não só em palavras. Em comportamentos e não só pensando em ser. Eu não somente quero melhorar. Eu vou ser melhor de verdade.

Que as pessoas que já estão mais longe que eu na jornada me sirvam de inspiração, de saber que é possível chegar lá. Pra fora de mim aquele sentimento de invejar quem conquistou. Quem já tem, é por que mereceu. É por que estava lutando enquanto eu estava jogando meu tempo fora. Que eu tenha a humildade de sempre enxergar isso.

Chega de tempo jogado na lixeira, de vida vivida por nada, de desperdiçar oportunidades. Eu tenho tanto pra conquistar que simplesmente não combina com quem eu quero ser um dia, a pessoa que eu venho sendo hoje. Então, como quem se despede de pessoas que só atrapalhavam na vida, dou adeus ao meu eu antigo. De hoje em diante que eu possa recomeçar.

Paulinho Rahs