Busca

Paulinho Rahs

O Poeta Solitário

mês

janeiro 2019

Liberte-se do passado!

Foi bom? Que bom!
Agora, deixa isso pra trás
você é mais do que capaz de construir mais coisas boas
encontrar novas pessoas
e fazer novas histórias
produzir outras memórias, pra sentir saudade lá na frente

Foi ruim? Fique contente
se você chegou até aqui,
é porque é mais forte que isso
firme agora um compromisso
de parar de lamber as feridas
pois enquanto isso a vida, só anda em uma direção Continuar lendo “Liberte-se do passado!”

Anúncios

Não tenha vergonha de ser você

Nunca tenha vergonha
de ser quem você é
pois da cabeça ao pé, você tem algo de lindo
não fique se diminuindo
ao se olhar no espelho
escute este meu conselho, pois é a pura verdade

Se procura felicidade
nos quatro cantos do mundo
mas ela vem num segundo, não através de pesquisa
ela se encontra na brisa
ou num dia qualquer de sol
num jogo de futebol ou num abraço apertado Continuar lendo “Não tenha vergonha de ser você”

A hora de começar é agora

Parei pra pensar um pouco
em tudo que tenho feito
me deu uma dor no peito, era alta madrugada
não consegui encontrar nada,
que explique eu desistir de tantos sonhos
me deu um ardor medonho e não consegui dormir

Levantei e sai por aí
pra tentar clarear a ideia
nessas horas sem plateia, quando se encontra a solidão
se tenta fazer oração
se tenta encontrar um meio
mas descobri que já estou cheio de tentar recomeçar Continuar lendo “A hora de começar é agora”

Como a minha alma ficou leve

Este relato é simples e muito breve
vem do fundo do peito deste que vos escreve
eu já vivi de tudo, do bom e do ruim
do veloz e do sem fim
momentos que me levaram
a sentir até demais, de chegar a perder a paz
e ficar muito confuso

Eu entrei em parafuso
pânico, desespero
vi tudo passar ligeiro
bem em frente ao meu olhar
e sempre que eu quis voltar
a vida só foi pra frente
Continuar lendo “Como a minha alma ficou leve”

Recomeço

Este é meu recomeço
ao certo, não sei se mereço
de novo outra oportunidade
mas tenho tanta vontade
de me reconstruir
que agarro esta chance como tudo que é mais sagrado

Meus muitos erros passados
não me servem de orgulho
pra mim são apenas barulho
latejando na cabeça
e embora eu me entristeça com as coisas erradas que fiz
tudo que eu sempre quis é esquecer do passado Continuar lendo “Recomeço”

A minha hora chegou

Leia ao som de Once And For All

A minha hora chegou
e eu sei que não tem mais volta
não preciso mais escolta
ou bicicleta com rodinha
não existe mais o medo que antes eu sempre tinha
pois eu sei mais do que nunca para onde é que eu vou Continuar lendo “A minha hora chegou”

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑