Busca

Paulinho Rahs

O Poeta Solitário

mês

julho 2017

Amores imperfeitos

Para ler ao som de Amores Imperfeitos

Nas estradas do amor… A rota de colisão confunde, mas é normal. As batidas de frente machucam, mas fazem parte. Os acidentes são graves, mas não precisam significar a morte. Nas estradas do amor tem muita gente dirigindo embriagada, com o celular na mão e com imprudência. Têm gente que vê uma placa de curva perigosa para a direita e prefere acelerar e virar para a esquerda. São buracos, desvios, obras e pedágios. É preciso parar para abastecer, trocar o óleo e calibrar os pneus. Não da para esquecer de nada disso. Continuar lendo “Amores imperfeitos”

Anúncios

Quando eu voltar

Melhor ao som de When I Come Around

Caiu a noite mais uma vez. Por um segundo eu fiquei esperando o interfone tocar, você chegar trazendo outra garrafa para animar ainda mais a festa, eu me fazer de quem não queria muito e só te cumprimentar depois de todo mundo ter feito. No instante seguinte, algo me trouxe de volta para o presente e a grande verdade é que isso faz parte do passado. A monotonia tem feito parte de mim, a falta de intensidade tem feito eu parar para pensar se tudo isso está certo. Eu realmente sou quem esperava ser? Continuar lendo “Quando eu voltar”

Gratidão a quem me ama

Para ler ao som de Gratidão.

Conheço poucas pessoas tão controversas quanto eu. Conheço muitas que queriam ter as oportunidades que eu tenho. Desconheço qualquer uma que tenha tantas chances de recomeços como a pessoa que vejo no espelho. Depois de todo esse tempo, eu continuo de pé. Agora, como diz a canção, me voltou a fé. Eu andei completamente perdido. Fiz burradas que tempos atrás eu jamais imaginei que seria capaz. Ações que nunca pensei sequer ter a coragem de executar. Errar sem um pingo de misericórdia, desconstruir completamente a imagem que quis tanto ter. Continuar lendo “Gratidão a quem me ama”

Eu sou uma bomba relógio

Para ler ao som de In The End.

Eu sou uma bomba relógio. Sou um risco para aqueles que vivem perto de mim. Sempre vai haver uma nova explosão que vai deixar todo mundo em pedaços. Eu sairia de perto de mim se pudesse e não consigo entender a razão daqueles que o podem fazer, não fazerem. Deve ser porque me amam. Eu também amo cada uma das pessoas que mesmo sabendo que eu estou sempre prestes a machucar todos, não arredam o pé da minha vida. Queria poder retribuí-los da mesma forma. Eu deveria, para isso, fazer dez vezes mais esforço por essas pessoas, pois realmente eu imagino o quanto é difícil me aturar, me amar, cuidar de mim, não desistir quando essa é a escolha natural. Eu tenho muita admiração pelas pessoas que ficam comigo. Meus amigos, amores e familiares tem uma missão quase impossível quando se trata de mim. Sinceramente eu queria ser diferente, do fundo do coração isso é o que eu mais vou tentar, mas será que eu tenho jeito? Continuar lendo “Eu sou uma bomba relógio”

Eu e você merecemos acontecer

Melhor ao som de Whistle

Abram-se as portas para a gente começar. Abre a porta da tua casa, a do teu peito, a dos teus lábios. Eu aposto o que você quiser que quem brinca com fogo sai queimado e ninguém mandou você entrar nessa. Mas já que eu estou aqui, deixa que a casa caia. Vamos viver novas histórias e fantasias, inventar novas expressões e novas gírias. Quem não tem o interesse mais genuíno em começar algo novo como o que a gente está prestes a começar? Deixa que o futuro fica pra depois. Agora é o agora. É o momento que vai passar num piscar de olhos. Eu duvido que perder tempo está sua lista de coisas a fazer antes de morrer. Isso é logo, logo. Logo ali na frente. Não há tempo a se perder e todo minuto é precioso. É agora ou nunca. Continuar lendo “Eu e você merecemos acontecer”

Tudo que eu daria para ter você de volta

Você pode ler ao som de Never Gonna Leave This Bed

Éramos nós dois. Apenas nós dois. Contra o mundo, contra todos, contra tudo. E poderia ter sido muito mais. Poderia ter sido se nossas escolhas fossem outras e se nossa intenção de subestimar o tempo e a vida não fosse tão tola. “Se” isso, “se” aquilo. Agora essa palavrinha de duas letras me atormenta diariamente quando penso na perfeição do seu rosto. Primeiro tudo desacelera, pois ainda sobrou um tanto de carinho e por alguns instantes eu sinto que você ainda vai entrar pela porta. Depois uma aflição gigantesca parece apertar meu estômago, meus pulmões e meu coração, como se tudo dentro de mim fosse explodir a qualquer momento. Continuar lendo “Tudo que eu daria para ter você de volta”

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑