Busca

Paulinho Rahs

O Poeta Solitário

mês

dezembro 2016

Ao meu crush à distância

Querido (a) crush,

Provavelmente você não tá sabendo quem eu sou. Se sabe, não anda fazendo ideia desse platonismo por ti que vem batendo aqui. Te vi esses dias na rua e, caramba, arrepiei. Naquela festa então… Barbaridade! Que doidera! Não pode ser justo a gente andar longe assim, se na real temos tanta coisa em comum. Que esse ano seguinte me traga o tal beijo libertador que o anterior não trouxe. Ao menos uma bebedeira no ponto certo pra me trazer coragem de ir direto ao ponto.  Continuar lendo “Ao meu crush à distância”

Anúncios

Explodir, não implodir

Por mais que eu seja forjado por energia positiva, algumas coisas insistem em me pôr pra baixo. Sempre foi assim. A diferença é que hoje eu não tento mais sufocar o que me incomoda; me tranco em algum lugar e sinto tudo ao máximo. Simplesmente pego e boto pra fora. Raiva, tristeza, agonia, depressão, apatia… Não me envergonho de sentir nada disso. Descobri que é melhor explodir do que implodir. Por isso me dou tão bem comigo mesmo. Continuar lendo “Explodir, não implodir”

Eu quero é falar de amor

Eu quero é falar de amor.

Quero bons sentimentos fluindo de dentro de mim.

Quero mais calma, leveza e paciência com as coisas que vão nos cansando todos os dias. Continuar lendo “Eu quero é falar de amor”

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑