Busca

Paulinho Rahs

O Poeta Solitário

mês

agosto 2016

O basta por seus olhos verdes

Quero mudar. Cheguei a essa conclusão enquanto olhava para seus olhos hoje pela manhã. Estava eu de garganta seca, com um aperto no peito e um nó na cabeça. Fazia tanto tempo que eu estava assim. Ora, eu quero mudar! Chega de egoísmo, chega de prepotência. Todo mundo condena essas atitudes ruins, mas difícil mesmo é a hora de reconhecer que caímos nessa cilada. Quero mudar por inúmeras coisas que não posso mudar.
Existem objetivos que estão fora do nosso alcance, e a gente martela, insiste, resmunga, reclama da vida e quer mudar por toda a lei. Não há como, sem chance meu amigo. Continuar lendo “O basta por seus olhos verdes”

Anúncios

Causa e efeito

Dia cinza, sem motivo
Nem razão pra clarear
Frio lá fora e aqui dentro
Nada pode me ajudar

Mesma dança, sem compasso
Paredes pra me sufocar
Uma estrela no espaço
Vai cair no meu andar

Continuar lendo “Causa e efeito”

Egoísta

Fez, aconteceu e não mediu as consequências. Exigiu, mexeu com tudo e não se importou com o que viria depois. Que atitude egoísta! Pregou tanto uma coisa e fez exatamente o contrário, pensou apenas em si mesmo. Continuar lendo “Egoísta”

O segredo é o ‘gostinho de quero mais’

Essa ideia me ocorreu hoje, enquanto terminava um treino cansativo na academia. Naquela fadiga pós-exercício de quem ainda não tem lá muita resistência e tampouco está há muito tempo nessa rotina, me encontrei desesperado pelo bebedouro e parecia que toda água que eu ingeria era pouco. A sensação de saciedade não parecia ser algo próximo e, então, antes de me sentir estufado, parei de tomar. Foi aí que me dei por conta: para tudo na vida, o segredo é o gostinho de quero mais. Entendeu a analogia? Eu explico. Continuar lendo “O segredo é o ‘gostinho de quero mais’”

Pode apostar, você não quer perder ela

Se a dúvida alguma vez fez parte dos seus pensamentos, se olhe no espelho e perceba o quanto a vida lhe foi generosa. Há até bem pouco tempo atrás, ter ela ao seu lado era parte dos seus sonhos e planos mirabolantes. Agora é real, palpável, dá pra – literalmente – tocar e sentir um objetivo que se tornou verdade. Você realmente pensou em desperdiçar isso? Continuar lendo “Pode apostar, você não quer perder ela”

Indiferença

Onde me encontrar você sabe

Naquele lugar os outros costumam ir

Quando estou lá? Ninguém sabe…

A propósito: eu costumo mentir

Continuar lendo “Indiferença”

Game Over

(Som para acompanhar: In My Place – Coldplay)

Acabou.

Sabe, ainda vou escrever um livro da nossa história. Ela tem todos os requisitos pra se tornar best-seller, um produto altamente vendável. Tem love-story, idealização, desabamento, reconstrução, esperança e pra acabar, já que está na moda, desfecho inesperado e fim melancólico. Se tudo der certo, mando a tua porcentagem dos lucros em um pacote bonito pelo correio aqui da cidade. Pois entregar pessoalmente está oficialmente fora de cogitação.

Então é isso? Foi esse o fim que o destino nos reservou? Continuar lendo “Game Over”

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑