Quero mudar. Cheguei a essa conclusão enquanto olhava para seus olhos hoje pela manhã. Estava eu de garganta seca, com um aperto no peito e um nó na cabeça. Fazia tanto tempo que eu estava assim. Ora, eu quero mudar! Chega de egoísmo, chega de prepotência. Todo mundo condena essas atitudes ruins, mas difícil mesmo é a hora de reconhecer que caímos nessa cilada. Quero mudar por inúmeras coisas que não posso mudar.
Existem objetivos que estão fora do nosso alcance, e a gente martela, insiste, resmunga, reclama da vida e quer mudar por toda a lei. Não há como, sem chance meu amigo.

Minha velha paixão… Ah! Como eu queria ser o primeiro homem da sua vida. Quisera eu ser o último. Mas eu me jogo em uma gélida piscina de medo de ser apenas mais um. Igual a todos, defeituoso, quebrado, insuficiente pra você. Será que eu te conquistei de verdade ou isso tudo vai acabar em breve? Eis uma das questões que me agoniava até essa manhã. Mas a verdade é que hoje me dei conta do óbvio.
É hora do desprendimento.
Não de você, eu não preciso me desprender de você. Mas sim do meu maior inimigo: meu próprio egoísmo.
Egoísmo é querer que o outro seja o que esperamos. Amor é diferente, é incondicional. É saber aceitar o outro com seus defeitos e suas virtudes. Frustração é confundir as duas coisas. É aquilo que eu sentia quando perdia o sono e me angustiava por essas coisas bobas de ser humano ciumento. Frustrado estava pois não havia me dado por conta que o mais importante eu tenho conquistado: os seus olhos verdes que mudam quando estão olhando em direção aos meus. Estou presente nos seus sonhos, nas suas conversas com os amigos, na razão do seu sorriso. Existe algo mais relevante? Se nem sempre as coisas foram assim, por que remoer um passado que está cada vez mais distante? Criei coragem e consegui fazer essa pergunta à mim mesmo. Encontrei a resposta em ti, no fundo de seus sentimentos nem sempre demonstrados. Fato é que aprendi a ler suas palavras e expressões. Justamente por desistir do errado e apostar no certo: aceitar a sua forma de ser. Então, agora existe respeito, espaço e tudo mais que é preciso para alguém que amamos. Por todas essas certezas lufadas sobre meus pensamentos hoje, como se um anjo protetor viesse dizer que estamos fadados à um doce e lindo futuro, brado com a força de quem quer chegar lá:
Dane-se toda a insegurança, o ciúmes é o que tranca a felicidade. Expulsemos agora os demônios que cercam os pensamentos. Chega! Basta! Este é o meu basta para o que me impedia de ser feliz. O basta por seus olhos verdes.
Paulinho Rahs

Anúncios